• Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon

© 2018 criado por V&G mkt digital.

 Proposta: Capacitação dos professores 

                 

 Tema: Desenvolvimento das competências socioemocionais - Alunos/Educadores 

                                                                             

 Como? Transformação na visão de ensino aprendizagem -Aproveitamento e Inovação

                                                                           MOTIVAÇÃO

                                                                            SISTEMATIZAÇÃO

                                                                              TREINAMENTO

                                                                                 RESULTADO

 

Porque desenvolver um projeto direcionado aos professores?

          De acordo com Marchesi (2007), a emoção foi considerada em diversas ocasiões como inadequada para os professores, mas a partir das descobertas da neurociência, entendeu-se que as emoções estão intrinsecamente ligadas no processo de aprendizagem, da motivação.  

 

          Para que a Inteligência Emocional, seja conhecida entre os professores, requer que tenham formação acerca das emoções e de acordo com o modelo de Salovey e Mayer (1997) consigam perceber, apreciar e expressar corretamente suas emoções; tenham a habilidade de gerar sentimentos, os pensamentos, a habilidade em compreender as emoções e os conhecimentos emocionais além da habilidade para regular suas próprias emoções e as dos alunos.

 

          Palomera, Fernández-Berrocal e Brackett (2008), Fernández-Berrocal e Aranda (2010), além de Alzina e Escoda (2012) defendem a formação inicial e permanente de professores. Os professores devem ser exemplo principalmente para as crianças pequenas que são introduzidas cada vez mais cedo na escola, e passam, muito mais tempo nela do que com a família, e acrescenta que quer queiram ou não, eles são agentes do desenvolvimento emocional de seus alunos (FERNÁNDEZ-BERROCAL 2010).

 

          Melero (2000), Cassà (2005), Fernández-Berrocal, Cabello, e Alzina (2005), concordam que deve haver uma formação prévia dos educadores. Para FernándezBerrocal (2010), os professores devem ter a capacidade de reconhecer, compreender e regular as próprias emoções e desenvolver essas habilidades em seus alunos. Almeida (1999) acredita que o professor deve aprender a ler as emoções como um pré-requisito para poder regulá-las.  Para Alzina (2005) essa formação tem que ser permanente, e é importante englobar aspectos teóricos sobre a educação emocional, as inteligências múltiplas de Gardner, e a teoria da Inteligência Emocional.

 

          Segundo Marchesi (2006), o professor precisa tomar consciência da importância do valor educativo das emoções, e de que há um mundo de relações e afetos na sala de aula, e que ele é um dos pontos de referência. A maneira como ele se comunica, sua organização, maneira de atender os alunos, traz grande repercussão sobre os alunos.

Chabot e Chabot (2005), afirmam que os professores tem papel fundamental na estimulação das competências emocionais de seus alunos, se utilizando de meios que permitam eles sentirem as coisas que aprendem.